• Tamanho da Letra

  • Versão para imprimir

  • Enviar para um amigo

NOTICIAS / Educação Ambiental

12.04.2017

Coletivo Jovem debate intervenções de educação ambiental na região

 
Os participantes do 1º Encontro de Formação do Coletivo Jovem, que aconteceu na segunda-feira (10), no Ecomuseu, debateram as ações voltadas à educação ambiental que farão ao longo do ano, na região. Participaram 59 jovens de 19 municípios que compõem a Bacia do Paraná 3. O programa é uma iniciativa da Itaipu e reúne pessoas entre 15 e 30 anos de idade, que tenham perfil ativo e participativo e que queiram se envolver na questão ambiental em suas cidades.
 
O tema da primeira etapa da formação foi a questão da biodiversidade brasileira e a defesa da vida. Para a educadora Lucilei Bodaneze Rossasi (MAPE.CD), o primeiro encontro serviu para “esclarecer e caracterizar como é a formação fitogeográfica do Brasil, os biomas que compõe o País e seus desafios, além de mostrar como eles se conectam”.
 
No encontro, ainda foram tratados a questão da biodiversidade na região, principalmente, na área da BP3, onde predomina a Mata Atlântica. Com isso, "os jovens propuseram intervenções individuais e coletivas, que pudessem ser desenvolvidas em seus munícipios", disse Lucilei.
 
Toda a formação foi coordenada pelo Grupo de Trabalho Estratégico, que conta com uma comissão de jovens do programa, com o apoio de uma assessora pedagógica e técnicos de Itaipu.
 
Até o fim de 2017 acontecerão mais três encontros de formação para desenvolver no jovem temas como liderança, protagonismo, relações interpessoais e sustentabilidade. Segundo Lucilei, “esses temas foram propostos pelos próprios jovens do coletivo, que sentiram a necessidade de tratar sobre em seus munícipios”.
 
O programa Coletivo Jovem começou no ano passado e foi formado com a ajuda dos gestores de educação ambiental de cada um dos 29 munícipios que compõe a BP3.