• Tamanho da Letra

  • Versão para imprimir

  • Enviar para um amigo

NOTICIAS / Rio +20

28.06.2012

CAB ganha destaque na abertura do Ano Internacional da Água

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e a ONU Água escolheram o exemplo do Programa Cultivando Água Boa (CAB), desenvolvido pela Itaipu e parceiros em 29 municípios da Bacia do Paraná 3, para ser apresentado no seminário que marcou a abertura do Ano Internacional das Nações Unidas para a Cooperação pela Água – que será comemorado mundialmente em 2013.
  
O seminário foi realizado no dia 19, no pavilhão 3 do Riocentro, dentro da programação paralela da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – a Rio+20. Entre os presentes, estava o presidente do Tajiquistão, Emomali Rahmon. O país liderou a proposta para a realização do Ano Internacional da Água e o Dia Mundial da Água em 2013.

O case de Itaipu foi apresentado pelo diretor de Coordenação e Meio Ambiente, Nelton Friedrich. A mesa foi presidida pela diretora-geral assistente em ciências naturais da Unesco, Gretchen Kalonji, e mediada pelo diretor executivo do Instituto Ambiental de Estocolmo, Johan Kuylenstierna.

Também participaram da mesa Sven Alkalaj, secretário executivo da Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa; Johan Kuylenstierna, diretor executivo do Instituo Ambiental de Estocolmo; Karin Lexén, diretor da Water House e presidente do Comitê do Programa PHI da Suécia; Ivan Zavadsky, da Global Environment Facility (GEF); Lasse Gustavsson, diretor executivo da WWF International; Le Duc Trung, da Mekong River Commission Secretariat; e Jean-Francois Donzier, da International Network of Basin Organizations (INBO).

Ano da Água

No Ano Internacional da Água, a Unesco pretende abordar o tema cooperação de forma multidisciplinar – observando fatores como cultura, educação, ciência, religião, ética, política, economia e legislação, entre outros fatores. Por isso, o envolvimento da comunidade no Programa Cultivando Água Boa chamou a atenção dos participantes do seminário no Riocentro.

A apresentação de Nelton foi precedida de um vídeo sobre o programa. “Esse convite foi muito gratificante porque você tinha aqui pessoas de vários países e, principalmente, o desejo de que nós pudéssemos apresentar o que nós estamos fazendo e como estamos fazendo”, avaliou o diretor de Itaipu. “Tanto é verdade que as manifestações foram muito positivas. O próprio mediador do encontro se reportou várias vezes ao exemplo que foi apresentado”, concluiu.

O presidente do Tajiquistão – uma ex-república soviética, localizada na Ásia Central – defendeu que o desenvolvimento sustentável depende do gerenciamento pacífico dos recursos hídricos e que compartilhar a água significa compartilhar responsabilidades. Ele disse ainda que a competição por causa da água será intensificada com o crescimento populacional, a urbanização e os impactos da mudança climática.