• Tamanho da Letra

  • Versão para imprimir

  • Enviar para um amigo

Educação Ambiental

Conhecimento construído coletivamente

Desde a criação do Ecomuseu, em 1987, a Itaipu Binacional vem desenvolvendo ações institucionais de educação ambiental. A partir da estruturação do programa Cultivando Água Boa, essas ações assumiram novas dimensões, passando a integrar todos os projetos socioambientais da empresa. Mais do que isso, a Educação Ambiental tornou-se um dos eixos orientadores do programa para intervenção nas comunidades, juntamente com a mobilização social e a atuação em rede.

Afinal, para que o Cultivando Água Boa se perpetue como um movimento pela sustentabilidade e todos os seus projetos e ações se efetivem, é preciso sensibilizar, capacitar, apoiar e articular todos os atores sociais envolvidos. Somente esse trabalho conjunto é capaz de promover uma mudança cultural nas comunidades, com novos valores, atitudes e crenças, dentro da concepção da ética do cuidado e do respeito ao meio ambiente.

A inspiração para o trabalho de educação ambiental do Cultivando Água Boa vem da concepção educacional de Paulo Freire, segundo a qual a relação “ação-reflexão” se faz presente em todas as etapas do processo educativo. Ou seja, é o aprender fazendo e o fazer aprendendo. Cada um aprende pelas próprias experiências, tornando-se também um agente perpetuador desse aprendizado, por meio da troca de informações ou “diálogos dos saberes”. Assim o conhecimento é construído coletivamente. Todos participam do processo, seja aprendendo ou ensinando.

Conheça mais sobre o amplo projeto de educação ambiental do Cultivando Água Boa. São atividades que vão desde a formação de educadores ambientais dentro das próprias comunidades da Bacia Hidrográfica do Paraná 3 até a utilização de ferramentas de comunicação para promover essa questão.